Diário de Um Hemofílico de Bem Com A Vida e Notícias e Tudo Sobre Hemofilia

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Zika, Chicungunha e Dengue, conheça e previna-se

Em novembro do ano passado o  Ministério da Saúde declarou estado de emergência em saúde pública no país por causa do aumento de casos de microcefalia no Nordeste. 

O anúncio, feito oficialmente no dia 11 de novembro, devido á  relação com o crescimento drástico no número de ocorrências do problema nessa região, especialmente em Pernambuco. Mas agora em janeiro, os números de casos de microcefalia, que que chegaram a crescer r mais de 40% por semana em dezembro – começou a cair. 

Porém a situação ainda preocupa. Atualmente, o Ministério da Saúde investiga 3.670 casos suspeitos de microcefalia. Cerca de 400 foram confirmados e 700, descartados. A queda nas notificações provocou questionamentos sobre a qualidade do registro de casos no país.

Zika, Chicungunha e Dengue, 
conheça e previna-se


O mesmo mosquito Aedes aegypti  pode transmitir a dengue, o zika vírus e a febre chicungunha. Mas quais as diferenças entres estas doenças? Por terem sintomas muito parecidos, essas doenças podem ser facilmente confundidas. 

Originário da África, o zika vírus foi detectado pela primeira vez na América Latina em abril deste ano, em moradores de Camaçari, na Bahia.  <Para orientar a população e esclarecer as principais dúvidas sobre o assunto, a infectologista e professora da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), Vera Magalhães explica que a transmissão das três doenças ocorre pela picada dos mosquitos Aedes aegypti. Segundo a profissional, a dengue, febre chicungunha e zika vírus são clinicamente muito parecidos.  

O paciente pode apresentar sintomas como febre, diarreia, dores e manchas no corpo", explica Vera, que ressalta ainda que o diferencial do zika é a presença de uma coceira mais intensa na pele acompanhada de conjuntivite. 

Em abril, a zika era considerada a mais branda dessas infecções, muito antes de se ventilar a hipótese de ela estar relacionada à grave condição da microcefalia, em que o crânio é menor do que o normal, causando na maioria dos casos sequelas motoras e cognitivas para toda a vida.
Pernambuco atualmente é o que registra mais casos: 268 de um total de 399 em todo o País.

No caso da febre chicungunha, os sintomas incluem o início súbito de intensa artralgia (dor nas articulações) e febre acima dos 39 graus. 

O vírus causa inflamações com fortes dores acompanhadas de inchaço, vermelhidão e calor nas articulações, especialmente dos pés e mãos – dedos, tornozelos e pulsos. Pessoas de qualquer idade ou sexo podem ser afetadas pelo vírus, mas os sintomas tendem a ser mais intensos em crianças e idosos. Já os sintomas da dengue são mais diversos, podendo ter dores de cabeça, febre alta, tonturas e dores das articulações, além de sangramentos (nariz, gengivas), dor abdominal intensa e contínua e vômitos persistentes.

 "A dengue, se não tratada, pode levar ao agravamento do quadro", explica a coordenadora do Programa de Controle da Dengue em Pernambuco, Claudenice Pontes.

A infectologista destaca que a dificuldade em distinguir as três doenças também é sentida pelos médicos. "Só com a realização de exames é possível identificar exatamente qual a doença do paciente. 
Sendo assim, a orientação é que, ao apresentar qualquer sintoma atípico, as pessoas procurem o posto de saúde", diz Vera. O resultado do exame sorológico, que tem segurança de 100% (diferentemente do teste rápido), é apresentado em cinco dias.

O Comportamento Do Mosquito Aedes Aegypti?

O Aedes aegypti é um mosquito doméstico, vive dentro de casa e perto do homem. Ele tem hábitos diurnos e alimenta-se de sangue humano, sobretudo ao amanhecer e ao entardecer. A reprodução acontece em água limpa e parada, a partir da postura de ovos pelas fêmeas.  

Os ovos são colocados em água limpa e parada e distribuídos por diversos criadouros – estratégia que garante a dispersão da espécie. 

Se a fêmea estiver infectada pelo vírus da dengue quando realizar a postura de ovos, há a possibilidade de as larvas já nascerem com o vírus – a chamada transmissão vertical.

O que é microcefalia?

É uma condição rara em que o bebê nasce com o crânio do tamanho menor do que o normal. 

A microcefalia é diagnosticada quando o perímetro da cabeça é igual ou menor do que 32 cm (até este ano o Ministério da Saúde adotava 33 cm, mas a medida foi alterada de acordo com parâmetros da Organização Mundial da Saúde). 

Portanto, o esperado é que bebês tenham pelo menos 34 cm. Mas atenção: isso vale apenas para crianças nascidas a termo (com 9 meses de gravidez). No caso de prematuros, esses valores mudam e dependem da idade gestacional em que ocorre o parto. Bebê com circunferência do crânio menor que 32 centímetros é considerado portador de microcefalia .

Neste Momento.
Qual É A Recomendação 
Do Ministério Da Saúde Para As Gestantes?

O Ministério da Saúde reforça às gestantes que não usem medicamentos não prescritos pelos profissionais de saúde e que façam um pré-natal qualificado e todos os exames previstos nesta fase, além de relatarem aos profissionais de saúde qualquer alteração que perceberem durante a gestação. 

Também é importante que elas reforcem as medidas de prevenção ao mosquito Aedes aegypti, com o uso de repelentes indicados para o período de gestação, uso de roupas de manga comprida e todas as outras medidas para evitar o contato com mosquitos, além de evitar o acúmulo de água parada em casa ou no trabalho. Independente do destino ou motivo, toda grávida deve consultar o seu médico antes de viajar.


O que causa a microcefalia?

Na maior parte dos casos são infecções adquiridas pela mãe, especialmente no primeiro trimestre da gravidez, que é quando o cérebro do bebê está sendo formado. Toxoplasmose, rubéola e citomegalovírus são alguns exemplos. 

Outros possíveis causadores são abuso de álcool e drogas ilícitas na gestação e síndromes genéticas como a síndrome de down. 

É possível descobrir a microcefalia ainda na gravidez, Pela ultrassonografia,  onde os médicos conseguem medir o crânio do feto e perceber se está menor do que o esperado, fazendo um diagnóstico. 

 A microcefalia está associada a outros problemas? Que sequelas a criança pode ter? Em 90% dos casos a microcefalia vem associada a um atraso no desenvolvimento neurológico, psíquico e/ou motor.

O tipo e o nível de gravidade da sequela variam caso a caso, e em alguns casos a inteligência da criança não é afetada. Déficit cognitivo, visual ou auditivo e epilepsia são alguns problemas que podem aparecer nas crianças com microcefalia. 

Não há como reverter a microcefalia com medicamentos ou outros tratamentos específicos. Mas é possível melhorar o desenvolvimento e a qualidade de vida da criança com o acompanhamento por profissionais como fisioterapeutas, fonoaudiólogos e terapeutas ocupacionais. 




mais postagens

Em 1911, o Cais do Valongo foi aterrado e redescoberto 100 anos depois

Juntos Somos Mais Fortes...

No que estiver a nosso alcance ajudamos. O Jhoset Velasques diante das dificuldades na Venezuela veio pro Brasil... nós pediu contato de alguém que possa ajuda-lo. O Geovane tem Vonwillebrand e não está conseguindo profilaxia. Estamos tentando ajudar..


Em 1911, o Cais do Valongo foi aterrado e redescoberto 100 anos depois

Com Prevenção, Férias É Só Curtição.

Acho que até dona hemofilia tirou férias e foi pra Sibéria, eu colocando atividade física em dia e a leitura, pretendo acampar. Mães a beira de um hemoinfarte pelas estrepulias dos pequenos. Publicamos dicas de segurança pra férias seguras. .

+Leia Tudo.


LEIA TAMBÉM:



HEMOFILIA E HEMOFÍLICOS

tudo sobre hemofilia

ASSOCIAÇÕES
APH
Festa de fim de ano do HC-SP.Dia mundial no museu.
CHESP
AHESC
Halowen agita crianças no CHESP.AHESC com móveis novos.

tudo sobre hemofilia

AVENTUREIROS

ESCALADA
Um dos vencedores era hemofílico.Adventures Of Hemophilic, escalando pela hemofilia.
DESÁFIO
ENCONTRO
Hemofílicos no Desafio de Caribe, Ermanamento Brasil Venezuela.

HEMOFÍLICOS FAMOSOS