MINUTO A MINUTO

Férias chegando. Tomara dona hemofilia também de ferias...



SOBRE HEMOFILIA

evolução

CIRURGIA.

  • Written by Sora Templates

    HC Realiza Primeira Cirurgia Em Triatleta Hemofílico.

REVOLUÇÃO

CIÊNCIA

  • Written by Sora Templates

    Primeiro embrião híbrido de humano e porco foi criado em laboratório.



,

mais notícias

,

,

últimos dias

Eu e minha companheira de traquinagens. Aprontamos mais que dona hemofilia. Aniversário dela sexta-feira 13, sugestivo não? Ainda vimos um gato preto no caminho do salão de festas. Tia artrose tentou aprontar, mas uma fatorada com codeina e tudo foi bem. Entrando de férias agora, programando viagem pra curtir BH e aproveitar pra pegar fator. Ou seria o contrário. Certeza? De que a hemofilia não impede um viver de bem com a vida.

quadrilha de hemofílico

Entrei pra uma quadrilha, calma, não fui pra política. Festas juninas e julinas, é disso que estou falando, época que amo. Já dancei muita quadrilha, hoje vou só de observador e comedor. Falando nisso a festa junina da APH foi um show.

acidente de percurso

Depois de uma semana de muleta já estou bom e pronto pra outra.... (riso)



ANUNCIE AQUI
.
» »Da Redação » DEPUTADA AUGUSTA BRITO APRESENTA PROJETO QUE BENEFICIA HEMOFÍLICOS DE SP

10 de junho de 2016 - 9h56

Projeto é de autoria da deputada Augusta Brito e  Raquel Marques, trata dos passe livre para pessoas com hemofilia, um direito defendido em todos os estados pelos hemofílicos, sendo que, nem em todos os municípios ou estados isso é realidade. 

Augusta Brito destaca projeto que beneficia portadores de hemofilia.

A deputada estadual Augusta Brito (PCdoB) destacou durante sessão plenária da última quinta-feira (09/06), o projeto de lei 119/15, de sua autoria, juntamente com a deputada Rachel Marques (PT).

A proposta amplia o benefício da Lei nº 12.568/1996, que prevê gratuidade em ônibus de empresas permissionárias de serviço comum intermunicipal às pessoas portadoras de deficiência, para as pessoas com hemofilia. 



A parlamentar disse que o projeto facilitará o deslocamento desses pacientes de um município para outro, lembrando que eles precisam dirigir-se às unidades de saúde com regularidade para realizar o tratamento necessário. 

Explicou que a hemofilia é uma doença hemorrágica sem cura, que se caracteriza pela deficiência dos fatores de coagulação VIII (hemofilia A) ou IX (hemofilia B) e pode ser de origem congênita ou adquirida. 


A forma congênita tem origem genética; a forma adquirida, considerada a forma mais rara, está relacionada a doenças auto-imunes, o câncer e outras. 




 

No Brasil, de acordo com dados de 2012 do Ministério da Saúde, em torno de 10 mil hemofílicos são atendidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), sendo que 3.421 apresentam a forma grave da doença, com sangramentos em uma mesma articulação, podendo causar dano articular e levá-los a uma invalidez, apontou a parlamentar. 


ATUAÇÕES DA DEPUTADA


A deputada é atuante na defesa das minorias e das mulheres.Augusta Brito comentou ainda a questão do estupro no Brasil que, segundo ela, voltou a estar em evidência na imprensa devido ao caso mais recente de estupro coletivo. 

A deputada ressaltou a importância de se combater o machismo e a ideia de que a violência pode ser justificada pelo comportamento da vítima. 

A vítima nunca pode ser culpabilizada. 


Esse tipo de pensamento é um absurdo que não podemos permitir”, refletiu. Em apartes, as deputada Rachel Marques (PT), Dra. Silvana (PMDB) e os deputados Leonardo Pinheiro (PP) e Renato Roseno (PSol) reforçaram as posições de Augusta Brito. 


;Rachel Marques afirmou que os agressores devem ser punidos nos casos de estupro. 


“Mas, assim como devemos cobrar da Justiça sua punição, devemos trabalhar a questão do combate à cultura machista na nossa sociedade, que se inicia ainda na escola”, disse. 


Renato Roseno reforçou a importância de dedicar a educação para a igualdade de gênero nas escolas, assim como combater o machismo e o patriarcalismo.


“A violência sexual é um dos crimes mais covardes que podem ser cometidos”, afirmou. 


Já Leonardo Pinheiro reafirmou a importância dos temas em questão; enquanto Dra. Silvana declarou apoio ao projeto de lei de Augusta Brito e à reflexão proposta sobre a violência sexual.


Fonte: Agência de Notícias da Assembleia Legislativa




«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga
tudo sobre hemofilia

,