Diário de Um Hemofílico de Bem Com A Vida e Notícias e Tudo Sobre Hemofilia

sábado, 27 de agosto de 2016

Atletas com hemofilia vencem barreiras pelo esporte

 Quinta, 18 Agosto 2016 14:54 
Escrito por RS Press Publicado em Saúde I

Federação Brasileira de Hemofilia destaca que a coagulopatia hereditária não impede atletas de praticarem esportes.  



Os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro têm sido o centro das atenções do mundo inteiro e os atletas participantes desta edição têm se destacado pela excelente atuação e, principalmente, pelas emocionantes histórias de vida. 

 A história não é diferente no caso de atletas com disfunções hemorrágicas. 

A hemofilia, por exemplo, não impediu que os atletas Francesco Fiorini, Enrico Mazza e Luca Montanha participassem da 45° edição da maratona de Nova York, um dos maiores eventos esportivos do mundo. 



E também não impossibilitou que o britânico Alex Dowsett (veja mais sobre ele) atingisse altas velocidade sobre uma bicicleta e se tornasse um campeão reconhecido internacionalmente. 

No imaginário popular, ainda está impregnada a ideia de que pessoas com hemofilia são frágeis e não podem praticar esportes, mas a profilaxia possibilita mais liberdade e qualidade de vida para essas pessoas. 

A presidente da Federação Brasileira de Hemofilia (FBH), Mariana Battazza Freire, ressalta que os atletas com hemofilia em competições são uma inspiração para a nova geração. "Eles são a prova de que o tratamento de profilaxia individualizado é totalmente eficaz e permite que todas as pessoas com coagulopatias trabalhem, se divirtam, treinem e estejam em igualdade de condições com as pessoas sem coagulopatias. 

Não podemos negar: um atleta com hemofilia é o símbolo da autonomia, da liberdade do sucesso do tratamento.” 

 A presidente da FBH pontua ainda a necessidade de acompanhamento médico adequado, pois um atleta de alto rendimento com hemofilia precisa de um acompanhamento profissional muito estrito em relação ao seu treinamento e à reposição antecipada de fator de coagulação. Segundo Mariana, a prática regular de um esporte, associada à profilaxia e acompanhamento médico adequado, resulta em aumento da resistência muscular diminuindo os riscos de lesões articulares, além de trazer benefícios emocionais. “O esporte ajuda a aliviar o estresse do cotidiano, favorece a socialização e traz bem-estar emocional”, destaca. Saiba mais: 

A hemofilia é uma disfunção crônica, genética, não contagiosa, sendo que 1/3 dos casos ocorrem por mutação genética e 2/3 por hereditariedade. Existem dois tipos, que podem ser classificados entre leve, moderada e grave. A hemofilia A é a mais comum e representa 80% dos casos, ela ocorre devido deficiência do Fator VIII (FVIII) de coagulação no sangue. Já a hemofilia B acontece pela deficiência do Fator IX (FIX). 

 Sobre a Federação Brasileira de Hemofilia: Site: http://www.hemofiliabrasil.org.br/

Facebook:
https://www.facebook.com/Hemofilia?fref=ts





A hemofilia não impede um viver de bem com aa vida, todos temos alguma limitação, mas por outro lado infinitas possibilidades. Temos de aprender a conhecer nosso corpo, nós conhecer e entender quais limites temos de superar e quais respeitar...  Respeitar os limites não é sinal de fraqueza, mas potencializar nossos pontos forte e minimizar os pontos fracos. 









mais postagens




Em 1911, o Cais do Valongo foi aterrado e redescoberto 100 anos depois

Nasci hemofílico, virei guerreiro de sangue...

No meu imaginário de criança, era super herói, Super poderes? Sim, claro... resiliência,.. sensor de perigo igual o do homem aranha e capacidade de regeneração do Volwerine. . Brincando com efeitos especiais, olha no que deu... dei vida a imaginação.

+Leia Mais



NOTICIAS DAS ASSOCIAÇÕES

eu e a hemofilia


ç

LEIA TAMBÉM:



1
jamille edaes

2
Jamille e o marido, Roberto Edaes

3
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"

4
jamille edaes

1
jamille edaes

2
Jamille e o marido, Roberto Edaes

3
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"

4
jamille edaes

ds


tudo sobre hemofilia

AVENTUREIROS

ESCALADA
Um dos vencedores era hemofílico.Adventures Of Hemophilic, escalando pela hemofilia.
DESÁFIO
ENCONTRO
Hemofílicos no Desafio de Caribe, Ermanamento Brasil Venezuela.

HEMOFÍLICOS FAMOSOS

Eventos que participamos e cobrimos



Jamille e o marido, Roberto Edaes
Encontro Rio São Paulo de Hemofilia -RJ,
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"
Dia Mundial, APHISP - Campinas..
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"
Divulgando o Dia Mundial da Hemofilia Na Praça Sete. .