Diário de Um Hemofílico de Bem Com A Vida e Notícias e Tudo Sobre Hemofilia

domingo, 28 de agosto de 2016

HEMOFILIA EM QUADRINHOS

A HISTÓRIA
DA
HEMOFILIA
Nascemos como qualquer criança, muitas vezes somente se descobre a hemofilia quando surgem os primeiros sintomas, machas roxas, hematomas, que quase sempre surgem quando se começa a engatinhar, se preparando para andar.


Não é incomum uma demora em se diagnosticar a hemofilia, mesmo diante dos sintomas, é uma doença rara e ainda um pouco desconhecida, mesmo pelos médicos em geral.


Mas a hemofilia não é um bicho de sete cabeças. A criança irá crescer bem e feliz como qualquer outra.

Crescemos de bem com a vida. A infância é tranquila, uma criança com hemofilia é igual a qualquer outra. O diagnostico quase sempre trás um temor e muitas dúvida.


Mas bem informada, esclarecida, a família poderá seguir caminhando, criando a criança positivamente.

Houve um tempo em  que ser hemofílico era complicado, quando o tratamento da hemofilia eram inferiores, não havia o tratamento adequado, eram muitos os problemas.
Sem o devido tratamento, os sintomas não tinham controle. A hemorragia se manifesta por frequentes hemorragias se não tratada. Grande maioria das hemorragias é interna.




As hemorragias acontecem majoritariamente musculares e articulares, causando dor, dificuldade de locomoção, podendo levar a sequelas graves se não tratada.

Com Os Devidos Cuidados A Hemofilia Não Impede Um Viver De Bem Com A Vida.



Conhecimento é a primeira lição para lidar com a hemofilia.



Conheça o máximo sobre a hemofilia. Informe se sobre a hemofilia. Profissional da área da saúde, informe bem os pais. Ensinem também a criança sobre a hemofilia.



Sigam tranquilamente, com amor, não super protejam.



Se a criança machucar, se surgir uma hemorragia, não brique com ela, mantenha a calma. Ninguém se machuca de proposito, acontece. Criança corre, pula e brinca. Vai acontecer de ele se machucar, esteja preparado para isso. Brigar pode leva-lo a esconder futuras hemorragias dos pais. E o tratamento imediato é palavra chave.



Hoje contamos com a dose domiciliar, podemos ter nosso medicamento na geladeira, e com a auto-infusão se medicar em casa. Informe-se no seu hemocentro.

Mesmo que se tenha uma hemorragia, aplicando o fator tudo ficará bem. Podemos contar ainda com a profilaxia hoje em dia. Fazendo fator levamos vida normal.

 

Hoje não é mais a hemofilia que está no controle, somos nós.

Fisioterapia também é fundamental, não somente após as hemorragias mas preventivamente fortalecendo e prevenindo novos sangramentos.



Siga as recomendações médicas e faça os exames de rotina, não deixe de fazer o exame de inibidor periodicamente conforme orientação de seu hemocentro.
Com os devidos cuidados os pequenos guerreiros de sangue podem levar vida normal.
















Tratamento


mais postagens




Em 1911, o Cais do Valongo foi aterrado e redescoberto 100 anos depois

Nasci hemofílico, virei guerreiro de sangue...

No meu imaginário de criança, era super herói, Super poderes? Sim, claro... resiliência,.. sensor de perigo igual o do homem aranha e capacidade de regeneração do Volwerine. . Brincando com efeitos especiais, olha no que deu... dei vida a imaginação.

+Leia Mais



NOTICIAS DAS ASSOCIAÇÕES

eu e a hemofilia


ç

LEIA TAMBÉM:



1
jamille edaes

2
Jamille e o marido, Roberto Edaes

3
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"

4
jamille edaes

1
jamille edaes

2
Jamille e o marido, Roberto Edaes

3
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"

4
jamille edaes

ds


tudo sobre hemofilia

AVENTUREIROS

ESCALADA
Um dos vencedores era hemofílico.Adventures Of Hemophilic, escalando pela hemofilia.
DESÁFIO
ENCONTRO
Hemofílicos no Desafio de Caribe, Ermanamento Brasil Venezuela.

HEMOFÍLICOS FAMOSOS

Eventos que participamos e cobrimos



Jamille e o marido, Roberto Edaes
Encontro Rio São Paulo de Hemofilia -RJ,
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"
Dia Mundial, APHISP - Campinas..
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"
Divulgando o Dia Mundial da Hemofilia Na Praça Sete. .