MINUTO A MINUTO

Férias chegando. Tomara dona hemofilia também de ferias...



SOBRE HEMOFILIA

evolução

CIRURGIA.

  • Written by Sora Templates

    HC Realiza Primeira Cirurgia Em Triatleta Hemofílico.

REVOLUÇÃO

CIÊNCIA

  • Written by Sora Templates

    Primeiro embrião híbrido de humano e porco foi criado em laboratório.



,

mais notícias

,

,

últimos dias

Eu e minha companheira de traquinagens. Aprontamos mais que dona hemofilia. Aniversário dela sexta-feira 13, sugestivo não? Ainda vimos um gato preto no caminho do salão de festas. Tia artrose tentou aprontar, mas uma fatorada com codeina e tudo foi bem. Entrando de férias agora, programando viagem pra curtir BH e aproveitar pra pegar fator. Ou seria o contrário. Certeza? De que a hemofilia não impede um viver de bem com a vida.

quadrilha de hemofílico

Entrei pra uma quadrilha, calma, não fui pra política. Festas juninas e julinas, é disso que estou falando, época que amo. Já dancei muita quadrilha, hoje vou só de observador e comedor. Falando nisso a festa junina da APH foi um show.

acidente de percurso

Depois de uma semana de muleta já estou bom e pronto pra outra.... (riso)



ANUNCIE AQUI
.
» »Da Redação »

Pernambuco, 13 de julho de 2016

Envolvidos em fraude na Hemobrás são  denunciados à Justiça Ação é desdobramento da Operação Pulso, que quando foi deflagrada resultou em uma "chuva de dinheiro" no Recife. 

De acordo com MPF, desvios na Hemobrás foram cometidas pelos acusados entre novembro de 2013 e maio de 2015.

 De acordo com MPF, desvios na Hemobrás foram cometidas pelos acusados entre novembro de 2013 e maio de 2015.

Três servidores da Empresa Brasileira de Hemoderivados e Biotecnologia (Hemobrás) foram denunciados à Justiça Federal pelo Ministério Público Federal (MPF) em Pernambuco sob a suspeita de desvio de recursos públicos. 

A irregularidade, que vinha sendo investigada pela Polícia Federal (PF) e culminou com a deflagração da Operação Pulso - quando vários maços de dinheiro foram arremessados dos prédios conhecidos como “Torres Gêmeas”, no Cais de Santa Rita, área central do Recife -, beneficiaria empresários do Consórcio Bomi-Luft-Atlantis. 

De acordo com o MPF, os denunciados foram o ex-diretor da Hemobrás, Rômulo Maciel Filho, os ex-gerentes de Plasma e Hemoderivados Marisa Peixoto Veloso Borges e Guy Joseph Victor Bruere, além dos empresários Fernando Luft, Juliana Cunha Siqueira Leite e Delmar Siqueira Rodrigues, todos do Consórcio Bomi-Luft-Atlantis. 

 Quando a operação estourou, outros nomes foram investigados pela PF, como o do ex-coordenador do Programa Mais Médicos e diretor de Inovação Tecnológica da Hemobrás, Mozart Sales, mas, segundo o MPF, não houve provas suficientes para que uma denúncia contra eles fosse apresentada à Justiça. publicidade Conforme informações repassadas pelo MPF, os desvios foram cometidos pelos réus entre novembro de 2013 e maio de 2015 e teriam gerado um rombo de, pelo menos, R$ 5,2 milhões aos cofres públicos. 

A procuradora da República Silvia Regina Lopes, responsável pelo caso, pediu a condenação dos investigados por desvio de recursos públicos e a decretação da perda do cargo público dos servidores envolvidos. 

 A procuradora da República requer também que sejam mantidos o afastamento do ex-diretor, Rômulo Maciel Filho, e o bloqueio das contas mantidas no exterior por Delmar Rodrigues e Juliana Siqueira Leite. 


LEIA TAMBÉM

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga
tudo sobre hemofilia

,