MINUTO A MINUTO

Férias chegando. Tomara dona hemofilia também de ferias...



SOBRE HEMOFILIA

evolução

CIRURGIA.

  • Written by Sora Templates

    HC Realiza Primeira Cirurgia Em Triatleta Hemofílico.

REVOLUÇÃO

CIÊNCIA

  • Written by Sora Templates

    Primeiro embrião híbrido de humano e porco foi criado em laboratório.



,

mais notícias

,

,

últimos dias

Eu e minha companheira de traquinagens. Aprontamos mais que dona hemofilia. Aniversário dela sexta-feira 13, sugestivo não? Ainda vimos um gato preto no caminho do salão de festas. Tia artrose tentou aprontar, mas uma fatorada com codeina e tudo foi bem. Entrando de férias agora, programando viagem pra curtir BH e aproveitar pra pegar fator. Ou seria o contrário. Certeza? De que a hemofilia não impede um viver de bem com a vida.

quadrilha de hemofílico

Entrei pra uma quadrilha, calma, não fui pra política. Festas juninas e julinas, é disso que estou falando, época que amo. Já dancei muita quadrilha, hoje vou só de observador e comedor. Falando nisso a festa junina da APH foi um show.

acidente de percurso

Depois de uma semana de muleta já estou bom e pronto pra outra.... (riso)



ANUNCIE AQUI
.
» »Da Redação » MEDITAÇÃO E ALTERNATIVAS DE CONTROLE DA DOR.

A dor nada mais é do que um sinal de que algo não está bem no seu corpo, ou seja, ela funciona como um sinal de alerta.

 Na hemofilia, pode ser sinal de hemorragia. Mas pode ser uma dor crônica, aquela que é duradoura, resultado de sequela(as) de sangramento(os).  Caso esteja com uma hemorragia, a única solução é aplicar fator. Mas, dependendo do tempo que se leva pra isso, o sangue pode acumular na articulação ou músculo, fazendo a dor persistir enquanto o edema, "esse sangue que acumula", não for absorvido.

A dor acima de tudo, é um grande incomodo. Alem de medicamentos para controla-la, pode-se usar outras técnicas alternativas juntamente com isso. 


Algumas técnicas que podem ajudar:



 Relaxando o corpo


Difícil relaxar quando se sente dor,  só que, ao mesmo tempo, quanto mais tenso e com estresse, mais a dor tende a aumentar, a liberação de endorfinas auxilia na diminuição ou enfrentamento da dor, porém ele é liberado quando fazemos algo que gostamos ou praticamos atividade física. 

Claro que ninguém vai fazer atividade física com dor. 

Mas você pode tentar relaxar, desviar o foco da dor, mais a frente falaremos sobre isso.  

 Respire fundo. 


Uma dor extrema faz com que a pessoa respire de modo acelerado. A respiração controlada e profunda (vindo do diafragma e do peito) ajuda a estabelecer a resposta calmante do sistema nervoso parassimpático.

Deite-se em um ambiente calmo.


 Feche os olhos ou concentre-os em um ponto específico. Tente desviar o foco da dor vendo um filme ou desenhos animados, ouvindo uma música. Ache uma posição que diminua a dor e fique quieto e relaxado. 

 Concentre-se na respiração.


Você perceberá que está no controle do corpo e terá mais chances de evitar que a dor assuma o controle.  O relaxamento muscular será natural após a respiração profunda. Livre-se do que está sentindo e concentre-se na respiração.

 Pratique a visualização.



 Enfrente a dor. Diversas pesquisas indicam que, em vez de pensar em outras sensações, você tente se separar da dor. Experimente a dissociação (imaginar que a parte dolorida do corpo está separada do resto do corpo).
  Caso as técnicas anteriores não funcionem, foque suas atenções em uma parte do corpo que não esteja doendo. Em vez de pensar na dor de cabeça, concentre-se nas sensações dos pés.

  Procure distrações positivas caso a meditação não funcione.

A dor costuma ser o foco das atenções, mas é possível combatê-la concentrando-se em coisas que gostamos, como assistir um filme, jogar vídeo game ou passar um tempo com pessoas queridas.

 O riso é conhecido por controlar a dor através da liberação de endorfinas.


Música


 Ouvir músicas é um modo de se combater a dor muito utilizado por quem sofre com dores crônicas.

Diversos estudos descobriram que ouvir uma hora de música por dia ajuda no combate da dor crônica aumentando o senso de força do ouvinte e reduzindo as sensações ruins.  As músicas "agradáveis" em particular apresentam melhores resultados

 Utilize o poder da mente para controlar a dor crônica. 

Quem sofre de uma dor moderada, mas duradoura, pode se beneficiar do controle da mente: as técnicas como a visualização e a consciência plena são capazes de melhorar bastante a qualidade de vida dos pacientes.

Lidar com uma dor crônica nunca é fácil, mas você conseguirá pensar menos nisso e aprenderá a controlar a dor através da mente.

Mas não deixe de tratar a dor

Se for um sangramento aplique fator. Use o gelo depois que diminui o sangramento, alivia a dor e ajuda na reabsorção do edema. 

Na dúvida sempre faça fator.

Se a dor for de uma sequela, trate com fisioterapia ou outros recursos, como radiosinoviertese e até cirurgicamente, sempre, orientado por um médico. 

Procure ajuda médica. 

 Procure ajuda antes que a dor fique debilitante.


Por mais que a ideia de superar a dor sem medicamentos pareça algo valente, buscar ajuda também demonstra força mental. 

A dor sinaliza a presença de algo errado no corpo: não se esgote antes de procurar um tratamento profissional.

 Fontes e Citações ↑ 

http://www.health.com/health/gallery/0,,20655874_4,00.html ↑ http://www.healthline.com/health-news/mental-five-mental-tricks-to-ease-pain-101413 ↑ http://www.chronicbodypain.net/15-mental-tricks-that-fight-pain

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga
tudo sobre hemofilia

,