.

segunda-feira, 12 de junho de 2017

DIÁRIO DE UM HEMOFÍLICO, VIDA EM MOVIMENTO

parte 4 

DIA MUNDIAL DA HEMOFILIA

Por Maxi Anarelli



Saudações Hemofílicas. Pé na estrada, Em plena segunda feira e eu viajando de carro, 680 km. Uma aventura. E em pleno dia mundial da hemofilia, o que não deixa de ser uma forma de comemorar. 

17 de abril é o dia mundial da hemofilia. Um dia  de todos nós. Já me perguntaram por que comemoramos a hemofilia. Não celebramos a hemofilia, mas as vitórias que vivemos apesar e acima dela, e aproveitamos a data pra divulgar um pouco mais dessa coagulopatia tão pouco conhecida. Esse ano  me  surpreendeu, abril vermelho como nuca visto. . Eventos tem movimentado todo país. E tem acontecido antes mesmo do dia 17, e se estendem até maio. Pode conferi-los aqui.

No dia 17,  eu estava viajando do Espirito Santo pra Minas, vindo de  Guarapari - ES, voltando da praia, de carro, uma longa viagem. Meio avariado. Fui pegar ondas, acabei com um pequeno incidente e uma hemo (hemorragia) no tornozelo. Uma noite de muita dor em claro, fator pra apaziguar a guerra e no outro dia de volta a praia. Sem pegar ondas. Mas no último dia peguei umas. Depois pé na estrada....


Viajar sempre é bom, mas voltar pra casa também, depois é só programar a próxima viagem....




RODA DE CONVERSAS, DIA MUNDIAL

6 de abril,... Como assim o diário volta do dia 17 pro dia 6? 
calma, não inventei uma maquina do tempo e nem roubei o Delorem do Dr. Brauwm do filme De Volta Pro Futuro.   E que falei do dia mundial lá em cima, e aqui em Minas comemoramos no dia 6. Uma roda de conversas foi promovida pela Associação dos Hemofílicos e pela Hemominas. Uma oportunidade em que pais, mães e hemofílicos contaram suas histórias, onde se compartilharam conhecimentos e experiências,  conheci novas pessoas e revi velhos amigos...


Depois aproveitei pra pegar fator e passear... 





Sempre digo que tudo tem um lado positivo... e se tinha de viajar, pra me tratar, melhor aproveitar a viagem. Cheguei em Belo Horizonte um dia antes, e me hospedei no Hotel Sulamerica.




 Antes sempre ficava no Hotel Continental.    Onde hospedava com meus pais quando vinhamos para tratamento ou a passeio na capital. E a copeira sempre lembrava que tinha esquentado mamadeira pra mim. E me arrumava gelo nos

sufoco hemorrágicos. Hotel antigo, da década de 60, estilo art deco, depois tive de achar outro. Ele era minha segunda casa. O Hotel Brasil Palace e Sulamerica hoje são minha segunda casa. 


Estava precisando de uma boa viagem... muito trabalho e foi bom pra relaxar.... agora é só programar a próxima viagem, buscar fator nas férias pra repor meu estoque de posinho mágico. 


CAMINHADA DE HEMOFILIA DE APUCARANA
Por Maxi Anarelli



Apucarana mais uma vez surpreende com uma linda e emocionante caminhada.




Muitos se empenharam, dentre eles a querida amiga Indianara Galhardo, mãe do Teo, que teve uma hemorragia de última hora e não pode ir...


... ficou muito triste, mas fez um cartaz lindo.

;Tentei fazer uma caminhada aqui em Minas ano passado, mas não deu certo.... as pessoas acabaram não se animando muito.....




VIVA LA VIDA
Maxi Anarelli




Se ser hemofílico, é ser como meu filho, que mesmo com hemofilia, continua rindo e brincando, todos deveriam ter um pouco de hemofilia pra espantar o mau humor.... 

Não fui eu que disse isso, foi a Rita Massela, mãe de um pequeno com hemofilia. Verdade, mesmo com hemofilia, seguimos em frente Aprendi a aceitar a hemofilia. E a tentar ver um lado bom em tudo. Não fosse a hemofilia, não tinha feito tantos amigos, a hemofamilia não tinha nascido. E com a hemofilia acho que me tornei uma pessoa mais forte e melhor. 

Mas não é a hemofilia que me define, mas meu caráter e amigos, minha fé e minha família. 






Cenas Dos Próximos Capítulos
   2  3 4 5  6 

Reações:

0 comentários: