MINUTO A MINUTO

Informamos com tristesa o falecimento de Elizabeth Hidalgo Herrera. Grande lutadora dos direitos das Pessoas Com HEMOFILIA do México. Faleceu em 12 de fevereiro.



SOBRE HEMOFILIA

HEMOBRÁS
























PUBLICIDADE

Mais canais de h news

,

ALERTA

,

mais NOTÍCIAS

EVENTO CANCELADO

ILUSTRAÇÃO

A APH Associação Paranaense dos Hemofílicos informou hoje que o evento foi cancelado. Segumdo incormacao não a ainda uma nova data e os motivos do cancelamento não foram informados..

VOLTA AS AULAS - PRIMEIRO DIA DE AULA

ILUSTRAÇÃO

Assusta no começo mas não é um bicho de sete cabeças a escola. Informe a escola que a criança tem hemofilia e o que isso significa. Na matéria a materiais pra baixar e imprimir Seu Centro de Tratamento poderá orientar.



VÍDEO DE FIM DE ANO




,

ACONTECEU



avanços da medicina


saiba Mais

,
,
ANUNCIE AQUI
.
» »Da Redação » Entidades vão entrar na Justiça contra indicações pessoais de Ricardo Barros

 
02.mar.2018 (sexta-feira) - 6h00


Chefe do Jurídico trabalhou pra ele




O ministro da Saúde Ricardo Barros terá que responder na Justiça a pelo menos duas ações que questionam indicações pessoais para cargos-chave do ministério.

Barros nomeou como consultor jurídico o advogado Daniel Romaniuk Pinheiro Lima, que é amigo e presta serviços a sua família. Ele será o coordenador do Jurídico do ministério.slash-corrigidoLima já foi advogado de sua esposa, Cida Borghetti, vice-governadora do Paraná, e da filha Maria Victoria, deputada estadual.

 Desde fevereiro de 2017, ele era assessor especial de Barros no Ministério.A Anauni (Associação Nacional dos Advogados da União) afirma que a nomeação é inconstitucional. Para o órgão,  um advogado particular não tem isenção necessária para ocupar o posto.

Agora, o ministro quer indicar Reinaldo Dias Moreira, ex-deputado ficha-suja do PP, para o cargo de subsecretário de Planejamento e Orçamento.Dezesseis entidades questionam a indicação. Apontam que Moreira foi condenado por ter beneficiado a si mesmo e familiares durante as eleições de 2016, e que, portanto, não estaria apto a gerenciar  um orçamento de cerca de R$ 130 bilhões, como o da Saúde.

MOEDA DE TROCA

Para as entidades, Barros está a um  passo de conseguir uma das maiores moedas de troca em ano eleitoral: os cofres da Saúde. Desse jeito, terá 2 aliados entre os responsáveis por aprovar ou negar repasses do SUS ou de convênios aos Estados.

 Blog Fernando RodriguesPolíticos do Brasil2018 © Todos os direitos Poder360.


Diretor Fernando RodriguesEditor Tales Faria

«
Next
Postagem mais recente
»
Previous
Postagem mais antiga
tudo sobre hemofilia

,