Diário de Um Hemofílico de Bem Com A Vida e Notícias e Tudo Sobre Hemofilia

terça-feira, 4 de janeiro de 2011

HEMOFILIA E EDUCAÇÃO FISICA:

Este tópico surgiu respondendo a uma pergunta, de um pai sobre educação física e hemofilia, dúvida muito comum e que durante algum tempo gerou certo tabu.

A pergunta era: "queria uma informação e a opinião sobre a integração de um aluno hemofílico A grave, nas atividades práticas das aulas de educação física escolar." Paulo Ferreira.

Um hemofílico pode e deve fazer atividades físicas, que, reforçam sua estrutura muscular, sua auto-estima e além disso, libera hormônios, como endorfina por exemplo, que aliviam dores e fazem muito bem.

Pode Portanto perfeitamente fazer educação física. A única ressalva, poderiam seriam os esportes de contato, atividades mais agressivas, mas hoje, até mesmo esportes de luta e artes marciais tem sido praticados por pessoas com hemofilia. O importante é respeitar as individualidades, respeitar  os limites de cada um.
Um hemofílico pode portanto fazer praticamente todo tipo de atividade física e esporte. Ginástica, alongamento, natação, corrida até (se não tiver complicações articulares decorrentes da hemofilia), jogar tênis, futebol, basquete e voléi. 

Mas algumas pessoas consideram que há certas atividades que não são aconselhadas. Acreditamos que, cada caso é um caso e é preciso analisar individualmente. 



O importante é um acompanhamento do médico e fisioterapeuta, dessas atividades, com exames e consultas regulares, de 6 em 6 meses ou sempre que surgir algo novo. Eu particularmente, nunca fiz educação fisica, mas no meu caso, é preciso lembrar que, eram idos de 1986 à 1990, e não se tinha dose domiciliar, nem profilaxia, aliás, ter fator era um luxo, tratávamos com crio.  Conhecimentos sobre hemofilia eram poucos. No meu caso, não fazer, não me trouxe problema e nem fez falta.
A educação física é uma atividade compatível com a hemofilia, devendo se escolher atividades de menor risco, sempre observando os limites pessoais de cada um. Pode ser útil conversar com o médico do centro de tratamento de hemofilia se houver dúvidas. Se o aluno apresentar sintomas de hemorragia, deverá ser poupado das atividades neste período. Dependendo da gravidade da hemofilia, pode ser conveniente também que se faça a profilaxia.


"Da Cartilha do Professor da FBH: 

O professor deve estar atento aos principais sinais e sintomas da doença. 

O professor deve ser o primeiro a interferir se o aluno reclama de dores e/ou “inchaços” nas articulações ou músculos, devendo encaminhá-lo ao local mais próximo onde o mesmo possa receber infusão do concentrado de fator deficiente, que é o tratamento indicado na maioria das vezes. Em geral, o aluno tem essa medicação em casa. Em casos mais graves, o aluno deve ser conduzido ao serviço médico especializado, lembrando que a família tem que ser sempre comunicada. 

A participação do aluno com hemofilia em aulas de educação física e recreações deverá ser incentivada. Entretanto, os professores responsáveis pela condução destas atividades deverão ser orientados de forma a saberem indicar o esporte ou recreação mais adequada para este aluno. 

Atividades físicas são de grande valia para o paciente com hemofilia,visto que o desenvolvimento da musculatura, por intermédio de exercícios físicos, ajuda na proteção das articulações. 

Esportes que se associam a riscos de traumatismos, os chamados esportes de contato, bem como aqueles que promovem impactos, devem em geral, ser desencorajados. Alternativas tais como natação, ciclismo, dança, frisbee, badminton, tênis de mesa, ginástica, caminhada e musculação são alguns exemplos de atividades que podem ser praticadas por esses alunos, sob orientação e incentivo de um professor dedicado.  (cartilha do professor da FBH)"


OBJETIVOS DA EDUCAÇÃO FÍSICA:

Os objetivos da educação física escolar contemplam o desenvolvimento motor, afetivo-social e cognitivo, que podem assumir diferentes relações nos conteúdos, conforme a faixa etária dos alunos.

Portanto, espera-se que os alunos por meio da Educação Física Escolar, possam melhorar, adquirir, ampliar e ter acesso a alguns componentes essenciais da Educação Física Escolar; são eles:

* Adquirir conhecimento de como melhorar a qualidade do movimento, conhecendo as informações essenciais das habilidades motoras básicas e suas combinações, para aplicá-las na organização espacial e temporal dos diferentes jogos;
* Ampliar seu repertório motor, demonstrando capacidade de executar as habilidades básicas de locomoção, manipulação, estabilização e suas combinações;
* Adquirir conhecimentos acerca das dimensões biológicas, comportamentais e socioculturais do movimento, suas implicações e os aspectos conceituais inerentes a ela;
* Ter acesso à cultura do movimento, conhecendo a história, as regras e as curiosidades sobre jogos, esportes, atividades rítmicas e expressivas, ginástica e lutas; Além dos cuidados acima, o conhecimento do professor sobre o problema e a disseminação deste conhecimento, facilitarão a integração do aluno de modo a evitar o preconceito por parte de outros.
É bom que o hemofílico, seus pais, professor e corpo docente da escola se reúnam e discutam o caso, ouvindo os médicos e um fisiatra.
http://maxianarellidebemcomavida.blogspot.com.br/2009/08/exercicios-fisicos-praticar-exercicios.html


 

.


mais sobre hemofilia



2 comentários:

Anônimo disse...

obrigado pela vossa ajuda.
alguma dúvida que me surja e entrarei em contacto convosco.

um abraço
paulo ferreira

PATRICIA disse...

Em Curitiba, na Aph existe um trabalho muito bacana de musculação parahemofilicos, um projeto que o prof Jean ja desenvolve a 8 anos e que vem dando muitos resultados para os hemofilicos que praticam, vai a dica, quem quiser informações é só ligar na Aph ou ir até lá!
Um abraço


Em 1911, o Cais do Valongo foi aterrado e redescoberto 100 anos depois

08/09/17

Hemo Diário

*A Saudações Hemofílicas. Nem sempre chegar é o melhor. Curtir a viagem também faz parte do jogo. Nem sempre temos tudo que queremos, mas podemos fazer o melhor Não deu certo? Recomece. Tá difícil? Mexa se, faça acontecer... tá vivo é pra viver....


* Calar e ouvir não te torna o mais fraco, mas revela. O mais forte nem sempre é o que não tem dor, mas o que a transforma em flor. Das pedras do caminho, faça pontes... A hemofilia rima com alegria sim. Tá vivo é pra viver.




Em 1911, o Cais do Valongo foi aterrado e redescoberto 100 anos depois

08/09/17


* A Associação dos Hemofílicos do Piaui esta reestruturando a sede, precisando das janelas.... lembrando que ela já foi até furtada, agora com cerca eletríca, telhado e precisa de sua ajuda pra continuar as reforma... informe se (86) 999496200 com a Izabel 988177796 e com Luíza


* Hoje mais uma turma fez radiosinoviertese no Rio de Janeiro com a doutora Sylvia Thomas. Desejando melhoras a todos./p>







GUERREIROS DE SANGUE - HISTÓRIAS

3
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"
Rafael não tem medo de agulhada, mas de faltar fator.
3
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"
Eleição da FBH
p

LEIA TAMBÉM:



1
jamille edaes

2
Jamille e o marido, Roberto Edaes

3
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"

4
jamille edaes

Eventos que participamos e cobrimos

Jamille e o marido, Roberto Edaes
Encontro Rio São Paulo de Hemofilia -RJ,
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"
Dia Mundial, APHISP - Campinas..
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"
Divulgando o Dia Mundial da Hemofilia Na Praça Sete. .