Diário de Um Hemofílico de Bem Com A Vida e Notícias e Tudo Sobre Hemofilia

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2016

IRON MAXI, MARVEL CRIA HERÓI COM HEMOFILIA

18 de enero de 2016 - 11:45 PM Por ELNUEVODIA.COM

Marvel cria personagem de  um super herói com hemofilia, é o  "Iron Max" que  é inspirado em  um menino  hemofílico. 
Iron Max aparece em um episódio do Homem de Ferro.

Muitas crianças  sonham em se tornar  super heróis e para  Max Levy, é hemofílico,   esse sonho tornou-se realidade. 
O pai  de Maxi disse em entrevista para a BBC: "Nós tínhamos acabado de ver o filme" Homem de Ferro ", poucos dias antes. Eu disse: "Você se lembra da cena em que Tony Stark reactor remove o peito e colocou um novo ...  
Você vai ter um desses", disse Dan Levy, pai de Max., à NBC News. "Eu vou ser o Homem de Ferro", respondeu o menino.

Por isso, os pais recorreram a hashtag #IronMax para manter os amigos e familiares  atualizados sobre o progresso de Max no hospital. 

Segundo a publicação, sua irmã Zoe foi inspirado pela estadia Max no Hospital Infantil da Filadélfia e criou calendários para apoiar outras crianças que também tinham a coagulopatia, levantando US $ 7.000. Brian Michael Bendis, um dos principais escritores da Marvel Comics Levy contactado e indicou que Max iria aparecer em uma de suas histórias em quadrinhos.

 "Uma vez que era  um bebê,  me  disseram um monte de coisas que eu não poderia fazer,   é agora está  bastante claro que eu posso fazer o que quiser, ser o que quiser. E  agora posso ser um super-herói. Essa é a coisa mais legal do mundo ", Levy disse à NBC News. "Eu acho que é muito legal estar em uma história em quadrinhos. É fantástico. Eu estou fazendo com que  outras crianças  não têm medo, por que alguém como eles é  um super-herói e eles queriam ser um super herói  também ... e pode ser, disse  "Max, que agora tem  6 anos de idade, disse. 

A história em quadrinhos em que aparece tem um pequeno desenho de sua imagem na parte de trás. 

O objetivo da Marvel que outras crianças com hemofilia ou outras doenças sejam  motivados pela história de Max.

HISTÓRIA DA VIDA REAL

Para Thiago Cardim, especialista em Quadrinhos, que mantém um blog sobre HQ, a edição número 4 de Invincible Iron Man, escrita por Brian Michael Bendis e desenhada por David Marquez, poderia ter se tornado célebre apenas pela presença de Mary Jane Watson – a mais do que icônica ex-esposa do Homem-Aranha, que de maneira inesperada vai se tornar parte do elenco de coadjuvantes de OUTRA revista da editora. Só isso já seria motivo o bastante. O lance é que tem mais. BEM mais. Porque o gibi tem uma participação especial que transborda fofura e que merece ser destacada: o jovem Max Levy, um garotinho de oito anos de idade que Tony Stark visita no hospital.

O Max da vida real não tem oito anos – na verdade, tem apenas cinco. Quando era bebê, o garoto foi diagnosticado com hemofilia do tipo A, um distúrbio que afeta a capacidade do sangue coagular corretamente. 

Ano passado, Max foi submetido a uma abertura em seu peito, para a introdução de um implante como parte de seu tratamento. O menino já era maluco por super-heróis. Imagina como ele não pirou quando os pais começaram a comparar aquilo com o reator que Tony Stark carrega em seu peito, para que ele entendesse a operação? O jovem herói ganhou até um apelido: Iron Max 


“Um jovem menino que faz uma grande diferença”, descreve a Marvel, ao anunciar esta participação especial. E eles estão certos – ao lado da irmã de oito anos, Zoe, Max criou um calendário beneficente chamado Hearts 4 Hemophilia. 


A iniciativa já arrecadou mais de US$ 7.000 para o Children’s Hospital of Philadelphia, justamente onde o garoto foi tratado durante a maior parte de toda a sua ainda curta vida. 

A coisa toda começou quando o pai de Max, Dan, começou a falar sobre o assunto no Twitter, anunciando a cirurgia do garoto e usando a hashtag #IronMax para quem quisesse mandar uma mensagem de incentivo. Foi aí que o perfil oficial dos filmes do herói metálico resolveu enviar uma força pra ele.. 

O caso é que Dan tem um monte de amigos. E alguns deles são fanáticos por quadrinhos. E alguns deles são, inclusive, jornalistas especializados em quadrinhos – como Matt Terl. Um papo leva ao outro e, quando Dan menos esperava, eis que ele se depara com o um tweet de Brian Michael Bendis propondo criar o personagem. Dan respondeu, perguntando se era sério. 

E o Bendis confirmou que sim, que jamais brincaria com uma coisa destas. “Eu literalmente apenas chorei pela primeira vez em três anos quando fui contar para a minha esposa sobre isso”, revelou ele, em resposta. “Fique forte, meu amigo”, replicou Bendis. Naquela época, Bendis ainda estava envolvido com o Universo Ultimate e também escrevendo os Guardiões da Galáxia, além de igualmente dedicado ao lançamento da série de TV baseada em sua criação autoral, Powers.  
Mas eis que, em setembro, Dan foi surpreendido por uma comunicação oficial da Marvel, pedindo fotos de referência do pai e do filho para o desenhista. “Max vai conhecer o Homem de Ferro no número 4 da nova revista”, foi a resposta que fez todo mundo pular de alegria na casa dos Levy. “Eu achava que o Homem de Ferro só voaria pela rua e daria alô para um menino num ônibus escolar que se parece com o Max. Nunca na minha vida imaginei que eles fariam parte da história ser sobre ele”, escreveu o pai, jornalista esportivo, numa crônica para o site especializado em futebol americano The Comeback.


Não é a primeira vez que a Marvel ajuda a causa da hemofilia, quando um concurso arrecadou doações para a causa da hemofilia, um concurso de pinturas da personagem Kity Pride, dos X-Mans, Leia isso também: 

 X-MAN E HEMOFILIA






mais sobre hemofilia



Nenhum comentário:


Em 1911, o Cais do Valongo foi aterrado e redescoberto 100 anos depois

08/09/17

Hemo Diário

*A Saudações Hemofílicas. Nem sempre chegar é o melhor. Curtir a viagem também faz parte do jogo. Nem sempre temos tudo que queremos, mas podemos fazer o melhor Não deu certo? Recomece. Tá difícil? Mexa se, faça acontecer... tá vivo é pra viver....


* Calar e ouvir não te torna o mais fraco, mas revela. O mais forte nem sempre é o que não tem dor, mas o que a transforma em flor. Das pedras do caminho, faça pontes... A hemofilia rima com alegria sim. Tá vivo é pra viver.




Em 1911, o Cais do Valongo foi aterrado e redescoberto 100 anos depois

08/09/17


* A Associação dos Hemofílicos do Piaui esta reestruturando a sede, precisando das janelas.... lembrando que ela já foi até furtada, agora com cerca eletríca, telhado e precisa de sua ajuda pra continuar as reforma... informe se (86) 999496200 com a Izabel 988177796 e com Luíza


* Hoje mais uma turma fez radiosinoviertese no Rio de Janeiro com a doutora Sylvia Thomas. Desejando melhoras a todos./p>







GUERREIROS DE SANGUE - HISTÓRIAS

3
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"
Rafael não tem medo de agulhada, mas de faltar fator.
3
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"
Eleição da FBH
p

LEIA TAMBÉM:



1
jamille edaes

2
Jamille e o marido, Roberto Edaes

3
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"

4
jamille edaes

Eventos que participamos e cobrimos

Jamille e o marido, Roberto Edaes
Encontro Rio São Paulo de Hemofilia -RJ,
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"
Dia Mundial, APHISP - Campinas..
Kalil chegou a ligar para o atacante Fred: "É o maior centroavante do Brasil há anos"
Divulgando o Dia Mundial da Hemofilia Na Praça Sete. .